Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
O Que Fazer

 

 

 

 

 

 

 

 

Usina Hidrelétrica Eloy Chaves

Rio Tietê
Uma imensa construção, de quatro andares que ficou submersa com a construção da Usina Hidrelétrica de Jupiá em1968.Proporciona um mergulho maravilhoso, contendo possibilidades de todos os níveis de mergulho, do básico até o técnico. 
Possui áreas restritas, salas, salões, o caminho da água saindo pelas comportas.
Para conhecer toda a estrutura são necessários vários mergulhos, sempre acompanhado por um guia especializado.
Nível exigido: Do Básico até o Técnico em Cavernas.
Visibilidade média: 6 mts.
Visibilidade máxima: 15 mts.

 

Salto de Itapura

Rio Tietê
Localizado a 32 mts de profundidade, o Salto de Itapura é uma imensa queda dágua que desapareceu em 1968 com a construção da Usina Hidrelétrica de Jupiá.
Para percorrer toda a extensão do salto são necessários vários mergulhos.
Nível exigido: Básico e Avançado.
Localizada a 05 minutos, de lancha, da Praia.
Visibilidade média: 6 mts.
Visibilidade máxima: 15 mts.

 

 

 

 

Naufrágio Tamandathay

Foto meramente ilustrativa

 

Rio Tiête
Vapor Militar comprado por Dom Pedro II em 1860 na época da Guerra do Paraguai, tendo naufragado em 1883, próximo à cidade de Itapura no rio Tietê. 
Hoje ele está a 20 metros de profundidade.
Nível exigido: Básico.
Localizada a 20 minutos, de barco, da Marina.
Visibilidade média: 6 mts.
Visibilidade máxima: 12 mts.
Diário de Bordo: "Ás 6:00 horas da manhã de 20 de abril de 1883, ei-lo a apitar longamente, depois, desce o rio Tietê, deixando atrás de si o povoado de Itapura, de repente, devido a um rombo aberto no casco por pedra escondida no fundo do rio, começa a submergir. O rio estava cheio e correntoso, não permitindo que o barco pudesse atingir qualquer das orlas. Foi mandado um cabo para a terra, afim de puxa-lo para um baixio, mas o calabrês rebentou, sem se ter alcançado o que do mesmo se esperava. Dali a pouco a água invadiu o bojo, apagou o fogo da caldeira e o Tamandathay mergulhou para sempre nas águas revoltas do rio, sem sacrifício de nenhuma vida. "Assim estava escrito no diário de bordo do Tamandathay

 

Fonte:http://www.marinaurubupunga.com.br/conteudo.php?id=27p

 

Pesca Esportiva

 

 

 

Eco Turismo

 

Foz do Rio Tietê

Venha conhecer o nosso “Pantanal Paulista”